SAMAR amplia abastecimento do rio Tietê para o bairro Engenheiro Taveira

A SAMAR  iniciou a obra para instalação de mais de seis mil metros de rede adutora que vai levar a água do rio Tietê até o bairro de até o bairro rural de Engenheiro Taveira, atualmente isolado do município e abastecido por poço profundo.  As novas tubulações, que possuem 300 mm de diâmetro, estão sendo instaladas ao longo da Rodovia Caran Rezek, que dá acesso ao bairro, e terão obras de travessia dos córregos Paquerê e Água Funda. Também serão construídos seis poços de visitas. A obra, orçada em aproximadamente R$1,5 milhão, deverá ser concluída até o mês de agosto. Com a nova adutora, a SAMAR levará água do Sistema de Abastecimento Tietê para atender os moradores do bairro Engenheiro Taveira e também dos novos empreendimentos que estão sendo entregues nessa região. De imediato, mais de três mil habitantes serão atendidos com a ampliação do abastecimento do rio Tietê. Com esse investimento o município também conseguiu liberar a implantação de novos empreendimentos imobiliários naquela região. A previsão para os próximos anos é que a população próxima a Taveira seja de mais de 10 mil habitantes. Com a ampliação do sistema de abastecimento Tietê, a SAMAR desativará os dois poços que atualmente garantem o abastecimento de Taveira. Com o crescimento populacional do bairro e chuvas esporádicas os poços se tornaram insuficientes para atender à população.

 

Água do Tietê

Desde junho de 2013, a SAMAR transformou Araçatuba na primeira cidade não ribeirinha do Estação de São Paulo a captar, tratar e distribuir água do rio Tietê, a uma distância de 15 quilômetros do município, para abastecimento público. Atualmente o Tietê garante o abastecimento de 20% da população da região norte da cidade. São aproximadamente 60 mil habitantes de 32 bairros. A SAMAR deverá ampliar ainda mais a distribuição da água do Tietê para até 50% da população com o objetivo de preservar e diminuir a dependência da sobrecarga do Ribeirão Baguaçu, que atende 60% de Araçatuba; como também o Aquífero Guarani responsável por 20% do abastecimento da cidade.