Saneouro inicia operação sob fortes chuvas

A operação dos serviços de água e esgotamento sanitário de Ouro Preto pela Saneouro começou no dia 2 de janeiro sob fortes chuvas. Pela frágil estrutura do sistema, as Estações de Tratamento de Água do Município não resistiram às grandes chuvas e houve a interrupção do abastecimento em vários pontos.

Em esquema de plantão permanente, as equipes da Saneouro foram para a rua atender as solicitações de serviços, reparar adutoras e combater vazamentos de água e esgoto. Caminhões-pipa foram contratados para servir as residências que tiveram o abastecimento parcialmente interrompido. Os serviços foram normalizados graças ao empenho dos profissionais.

O principal desafio da Saneouro é a reestruturação dos sistemas de abastecimento de água e dos serviços de esgotamento sanitário, além da melhoria da qualidade da água tratada, uma vez que Ouro Preto conta com um dos mais antigos sistemas de água e esgoto do Brasil, criado em 1890, e por isso sujeito a rompimentos e obstruções.

“Foi uma prova de fogo, mas nossa equipe mostrou garra e competência para resolver o problema,” diz Elisa Ribeiro, superintendente da Saneouro. “Entre os dias 3 e 4, nosso atendimento registrou quase 400 solicitações de atendimento, no entanto, os serviços estão voltando à normalidade com a diminuição das chuvas”.

Com cerca de 74 mil habitantes na sede e em 12 distritos, Ouro Preto atende hoje de forma precária 88% da população com serviços de água potável, não medindo o consumo de cada unidade. A coleta o esgoto atende 64% dos moradores, mas o tratamento dos efluentes domésticos cobre menos de 1% da população. O sistema de abastecimento registra 50% de perdas de água tratada de acordo com o SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, mas suspeita-se que esse índice seja muito maior.

O contrato de concessão prevê a universalização dos serviços de água em cinco anos, a redução do volume de perdas de água para 30% (em 180 meses), ampliação da coleta de esgoto para 90% (em 15 anos) e tratamento de todo o esgoto coletado (60 meses). 

 

    Galeria de Fotos